Transdutores de pressão e sensores de pulso automotivos


Aprenda a utilizar o transdutor de pressão para diagnóstico da condição do motor, através da pressão do cilindro. Saiba como ler os oscilogramas (gráficos) gerados pelo osciloscópio durante a análise. Transforme sinais de origem mecânica em sinais eletrônicos, como mágica!

 

IR DIRETO PARA OS VÍDEOS >>

 

A utilização dos transdutores automotivos tem se tornado cada vez mais comum no dia a dia da oficina. Diagnósticos que normalmente eram efetuados com medidores como manômetros e vacuômetros são muito mais rápidos e assertivos quando efetuados através do osciloscópio com o transdutor e/ou do sensor de pulso automotivo.

Manômetro
Manômetro de compressão
Vacuômetro
Vacuômetro
Medidor de vazamento do cilindro
Medidor de vazamento do cilindro

 

O transdutor de pressão é ideal para:

  • verificação do sincronismo entre os eixos comando de válvulas e virabrequim;
  • verificação do sincronismo entre a roda fônica e o virabrequim;
  • verificação da integridade do motor (vedação de válvulas, vedação do cilindro, obstruções no escape, etc)
Transdutor
Transdutor

 

A análise deve ser feita individualmente em cada cilindro, retirando a vela de ignição (ou vela aquecedora). É importante desligar o injetor do cilindro que está sendo analisado, afim de evitar que a injeção de combustível acabe danificando o filtro de partículas, o catalisador ou até mesmo o seu transdutor.

Durante a análise de pressão dentro do cilindro, a pressão pode variar entre aproximadamente -0,8 até 25,0 bar. Para fazer uma análise conclusiva, o ideal é que você tenha um equipamento capaz de medir toda essa faixa de pressão.

Você sabe utilizar o osciloscópio?
Conheça o curso online de eletrônica avançada.

Até o momento, nenhuma indústria nacional de equipamentos desenvolveu um transdutor de pressão automotivo. Entretanto, muitos reparadores brasileiros têm construído seus próprios transdutores (baseados em sensores de pressão do sistema de ar condicionado automotivo, componente MPX 5700, etc). Esse tipo de equipamento, não industrializado, pode ser encontrado na internet (normalmente denominado transdutor de compressão ou transdutor de pressão automotivo).

Curso completo gratuito | Transdutor de pressão automotivo - diagnóstico do motor

Curso grátis: Transdutor de pressão

A partir de agora apresentaremos um curso completo, totalmente gratuito, em uma série de vídeos demonstrando como utilizar o transdutor de pressão e o sensor de pulso para o diagnóstico avançado de motores:

  • análise da variação da pressão no cilindro;
  • análise da depressão no coletor de admissão;
  • análise dos pulsos de pressão no escape;
  • análise da variação de pressão no cárter.

Cadastre-se no link abaixo e receba os vídeos em primeira mão.

Matricule-se no curso gratuito >>

 

Você já pode assistir as primeiras vídeo aulas disponíveis, aqui abaixo. Aproveite!

 

PRIMEIRAS AULAS

No primeiro vídeo demonstraremos a anatomia padrão da onda de pressão do cilindro do motor, além da maneira correta de instalar o transdutor de pressão.

No segundo vídeo demonstraremos como identificar:

  • o momento de abertura e fechamento da válvula de admissão;
  • o momento de abertura e fechamento da válvula de escape;
  • o tempo de abertura da válvula de admissão;
  • o tempo de abertura da válvula de escape;
  • e o cruzamento das válvulas de admissão e escape.

Também demonstraremos como verificar o sincronismo do motor através do sinal de variação da pressão do cilindro. Assista agora o vídeo:

No terceiro vídeo detalharemos o sincronismo do motor da Ford Edge 3.5 V6 2015. Nesse exemplo fica bem claro a importância do conhecimento da onda padrão da variação da pressão do cilindro e do banco de dados de sinais específicos de cada motor.

 

Bom treinamento!