Sonda Lambda: Tensão de referência


Neste post abordaremos sobre a existência da tensão de calibração do sinal dos sensores de oxigênio, isto é, a tensão de referência que a unidade de comando do motor (UCE) envia para a sonda lambda.

Na maioria dos veículos a UCE envia, através do fio de sinal, uma tensão de referência ou calibração. Para melhor entendimento faremos testes nos seguintes veículos:

  • Ford Ka 1.0 3 cilindros
  • Volkswagen Up 1.0 3 cilindros

 

Tensão de referência - Sonda lambda Ford Ka 1.0 3 Cilindros

Com a chave de ignição ligada, conecte o multímetro no fio preto (fio do sinal - lado da sonda) da sonda lambda pré-catalisador. É apresentada a tensão de 0,377 VDC.

Esta é uma tensão de referência que a unidade de comando envia para o sensor (sonda lambda) pré-catalisador.

Caso você desligue o conector da sonda, o sinal será interrompido, apresentando 0,000 VDC no multímetro.

Altere a medição para o lado do chicote, no mesmo terminal (mesmo fio) do fio preto da sonda. Perceba que a tensão de referência de 0,377 VDC é mantida.

Com esse teste é possível concluir que a tensão de calibração deste veículo é 0,377 VDC (concluí-se que os 0,377 VDC são provenientes da UCE e não da sonda).

Perceba também que, após a reconexão do chicote, ao dar partida, após alguns segundos o sinal começa a oscilar entre mistura rica e mistura pobre, mostrando o perfeito funcionamento da sonda.

Tensão de referência - Sonda lambda Volkswagen UP 1.0 3 Cilindros

Com a chave de ignição ligada, conecte o multímetro no fio preto (fio do sinal - lado da sonda) da sonda lambda. É apresentada a tensão de 1,600 VDC, aproximadamente.

Ao dar a partida, a sonda fica travada na tensão de referência até que a sonda aqueça e comece a operar.

Desconhecendo a existência da tensão de referência, o reparador pode acreditar (erroneamente) que a sonda está travada em mistura rica.

Somente após o aquecimento da sonda é que a sonda irá apresentar a oscilação característica do sinal.

Concluindo, para evitar diagnósticos equivocados o reparador deve conhecer a existência da tensão de referência bem como o seu nível de tensão.

Ficou com alguma dúvida?
Veja o conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre a Sonda Lambda em outro post aqui do blog.

Quer ter acesso a mais conteúdos, testes e diagramas elétricos?
Conheça a Enciclopédia Automotiva Doutor-IE Online!