Sonda lambda pós-catalisador: testes e particularidades


Diariamente o suporte da Enciclopédia Automotiva Doutor-IE Online recebe muitas dúvidas sobre como deve ser o sinal da sonda lambda pós-catalisador. Vamos explicar rapidamente utilizando como exemplo os veículos:

  • Ford Ka 1.0 3 cilindros
  • Nissan March 1.0 3 cilindros

Como deve ser o sinal da sonda pós-catalisador?

Quando o catalisador está operando normalmente (convertendo os gases tóxicos em não tóxicos), o sinal da sonda deve apresentar baixas variações, estando praticamente travado.

O sinal da sonda pós-catalisador não deve ser igual ao sinal da sonda pré-catalisador.

Em qual faixa o sinal deve operar?

No Ford Ka o sinal é travado em mistura pobre, ou seja, abaixo de 0,450 VDC.
Em outros veículos, como o Nissan March, o sinal é travado em mistura rica, ou seja, acima de 0,450 VDC (sinal mais comum. Indica que todo oxigênio foi queimado no processo de conversão catalítica).

Em ambos os casos os catalisadores estão operando normalmente. Essa diferença técnica se dá em função do projeto do motor e do sistema de injeção eletrônica. Quando um catalisador não está funcionando perfeitamente, o sinal varia entre 0,00 e 1,00 VDC.

É importante ressaltar que o March fica com o sinal travado próximo de 1,50 VDC. Isto acontece em função da sua tensão de referência também ser elevada, cerca de 1,60 VDC.

Veja o post sobre a tensão de referência que a unidade de comando envia para a sonda pós-catalisador.

Como testar a sonda lambda pós-catalisador?

É muito simples. Assim que o motor estiver aquecido (em temperatura operacional), basta acelerar bruscamente o veículo (no caso utilizados o Nissan March). A sonda deve responder instantaneamente. O tempo de resposta entre pobre e rica deve ser menor que 0,3 segundos.

Em seguida a sonda deve voltar ao patamar anterior (sinal praticamente travado). No caso do March travado em mistura pobre.

Ficou com alguma dúvida?
Veja o conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre a Sonda Lambda em outro post aqui do blog.

Quer ter acesso a mais conteúdos, testes e diagramas elétricos?
Conheça a Enciclopédia Automotiva Doutor-IE Online!