Sonda lambda de banda larga - como testar


Aprenda a testar de forma rápida, eficiente e conclusiva o sinal do sensor (sonda lambda) de banda larga Bosch LSU 4.9 (wide band), quando aplicado em um motor Ciclo Otto (etanol, gasolina ou flex).

sonda-lambda-banda-larga

A sonda lambda de banda larga Bosch LSU 4.9 tem 6 fios no lado do chicote e 5 fios no lado do sensor. Os fios do lado da sonda são padronizados:

  • fio cinza - positivo do aquecedor da sonda
  • fio branco - negativo do controle do aquecedor da sonda PWM
  • fio amarelo - referência negativa de alimentação do elemento sensor
  • fio preto - referência positiva de alimentação do elemento sensor
  • fio vermelho - sinal do sensor

É importante lembrar que o aquecedor da sonda lambda tem uma resistência que varia de 2 Ω a 5 Ω (Ohms).

Teste do controle do aquecedor da sonda


Para realizar o teste pode ser utilizado 1 multímetro ou 1 osciloscópio.

Primeiramente conecte o osciloscópio e o multímetro no fio branco da sonda lambda  (controle do negativo do aquecedor).

Ao ligar o carro, o gráfico apresenta:

  • ciclo de trabalho negativo: 2%
  • frequência: 102Hz

sonda-lambda-banda-larga-teste-controle-aquecedor-1

Logo após o ciclo de trabalho aumenta para quase 90%, ou seja, o aquecedor se apresenta bastante ligado (quase com tensão de bateria). Perceba como a largura do pulso varia.

Um instante depois o pulso de controle do aquecedor se altera para um ciclo de trabalho negativo de aproximadamente 50%.

sonda-lambda-banda-larga-teste-controle-aquecedor-3

Medindo a tensão no negativo do aquecedor (fio branco) o resultado é, aproximadamente, 7,00 VDC (tensão média deste sinal pulsado). Ou seja, quando a UCE (unidade de comando eletrônico) está controlando o negativo do aquecedor é apresentada uma tensão menor do que a tensão da bateria.

Resumindo, é possível perceber através do gráfico do osciloscópio que:

  • ao ligar o carro a UCE quase não está ligando o aquecedor,
  • logo após o aquecedor é ligado e a tensão cai, (a largura de pulso negativo aumenta).
  • por fim o ciclo de trabalho negativo fica em 50%.

Essa variação da largura de pulso mostra que o controle negativo do aquecedor da sonda lambda de banda larga é um sinal PWM (idêntico ao sinal da banda estreita).

CLIQUE AQUI e saiba tudo sobre sonda lambda: modelos existentes, características de funcionamento e como realizar testes.

Teste do sinal da sonda lambda de banda larga bosch LSU 4.9

Equipamentos necessários para o teste

Para realizar o ensaio utilizamos 2 multímetros, 1 osciloscópio e 1 spray lubrificante.

Primeiramente conecte um multímetro (A) e o osciloscópio no fio vermelho da sonda lambda (fio do sinal).

Com a chave de ignição ligada e o motor desligado, a UCE envia uma tensão de referência para o sensor (aproximadamente 1,89 VDC).

Conecte o outro multímetro (B) ao fio de controle do aquecedor. A tensão deve ser de, aproximadamente, 13,00 VDC.

Preparação antes do teste

Ligue o carro e acelere ao giro máximo (com o veículo parado) por algumas vezes, para que o aquecedor da sonda lambda ligue e o sensor comece a operar.

O teste do sinal deve ser realizado com a motor em temperatura operacional, por isso deve-se acelerar (por até 5 segundos no máximo) e soltar repetidas vezes, até que o sensor comece a funcionar.

Quando a sonda não está operando, normalmente o seu sinal fica lento ou travado próximo à tensão de referência (aproximadamente 1,89 VDC).

Você pode perceber o funcionamento da sonda lambda quando a tensão do fio de controle do aquecedor diminuir (multímetro B), ou seja, o sensor passa a ser aquecido pela unidade de comando (UCE).

Através do multímetro é possível conferir que o sinal do sensor fica oscilando entre mistura rica (menor que 2,50 VDC) e mistura pobre (maior que 2,50 VDC). Este é o comportamento ideal.

SINAL DA SONDA LAMBDA (fio vermelho), medido em VDC

  • Mistura pobre - maior que 2,50 VDC
  • Mistura estequiométrica - igual a 2,50 VDC
  • Mistura rica - menor que 2,50 VDC

Já no osciloscópio o gráfico se apresenta da seguinte maneira:

sonda-lambda-banda-larga-teste-sinal-1

O comportamento deste sensor é um pouco diferente em comparação com o sensor de banda estreita.

Testando o sinal da sonda lambda de banda larga

É hora de provocar um enriquecimento. Para isso injete um pouco de spray lubrificante no respiro do motor. Instantaneamente a mistura se altera (ficando rica, abaixo de 2,50 VDC), provocando a reação do sensor. Essa mudança é visualmente identificada através do gráfico do osciloscópio, conforme abaixo.

sonda-lambda-banda-larga-teste-sinal-2

Rapidamente a mistura volta ao normal, com as oscilações características entre mistura rica e mistura pobre.

Este é o correto funcionamento da sonda lambda de banda larga, reagindo conforme a concentração de oxigênio é alterada.

Repita o processo de injetar spray por algumas vezes para certificar que a sonda está operando perfeitamente.

Nos sensores de banda larga Bosch LSU 4.9 o sinal também poderia ser medido em Amperes. Nesse caso, no fio vermelho da sonda (lado da sonda), o sinal oscilaria entre aproximadamente -10 mA (menos dez miliamperes) e +10 mA (mais dez miliamperes) da seguinte forma:

SINAL DA SONDA LAMBDA (fio vermelho), medido em Amperes

  • Mistura pobre - maior que 0 mA (zero miliampere), sinal positivo.
  • Mistura estequiométrica - igual a 0 mA (zero miliampere).
  • Mistura rica - menor que que 0 mA (zero miliampere), sinal negativo.

Quer ter acesso a mais conteúdos sobre a Sonda Lambda?
Conheça a Enciclopédia Automotiva Doutor-IE Online!