Peugeot 208 3 cilindros – Código de falha F066

Peugeot 208 3 cilindros com código F066. Por onde iniciar o diagnóstico?


 

Assista o vídeo ou leia o conteúdo completo sobre a resolução do código de falha F066 no Peugeot 208 3 Cilindros! O conteúdo é parte de uma live com o Suporte Técnico da Doutor-IE.

Inscreva-se no canal da Doutor-IE no YouTube e acompanhe as melhores dicas de reparação automotiva!

Veículo:

  • Peugeot 208 1.2 12V PureTech Flex 84/90cv (EB2 – HMZ)/VALEO V46 – ano 2019
  • Obs: as informações sobre o funcionamento da Rede LIN aplicam-se a todo e qualquer veículo que utilize deste protocolo de comunicação.

Detalhes iniciais:

  • Durante manutenção de rotina no veículo, constatou-se, com a leitura dos códigos de falha presentes no veículo, que o código de falha F066 – Ausência de Comunicação com a Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria estava gravado na memória do Módulo BSI, a central de carroceria do veículo;
  • O veículo funcionava normalmente, mas apresentava a falha F066; 
  • Segundo o proprietário do veículo, a troca da bateria tinha sido realizada há pouco tempo;
  • Analisando o diagrama elétrico presente na Plataforma Doutor-IE, verificou-se que a única comunicação que a Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria faz é com o Módulo BSI;
Esquema de ligação da Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria.
Esquema de ligação da Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria.

Esquema de ligação da Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria.

  • Como podemos ver no esquema elétrico acima, essa comunicação é feita através de uma rede LIN do veículo;
  • Você sabe como funciona o protocolo de comunicação LIN (Local Interconnect Network) dos veículos? Daremos uma breve explicação a seguir.

Sobre a rede LIN:

  • A rede LIN automotiva é uma rede de comunicação de sistemas secundários de um veículo, que funciona em um sistema de hierarquia de comunicação. Sendo assim, existe um componente (mestre) que manda informações/perguntas na rede e outros (comandados) que recebem essas informações e enviam as devidas respostas, sempre ao componente que fez a pergunta;
  • As principais características de uma rede LIN são:
    • É composta por apenas um fio interligando todos os componentes que, geralmente, não são vitais para o funcionamento do motor;
    • Funciona com a hierarquia de mestre e comandado;
    • Na maioria dos casos, o mestre manda as perguntas na rede e o comandado as responde;
    • O comandado nunca manda perguntas;
    • Em alguns casos, o  mestre pode responder às próprias perguntas.
  • Os componentes dos sistemas secundários que podem comunicar-se através de rede LIN, dependendo do veículo, podem ser, por exemplo:
    • Interruptores de porta;
    • Unidade de controle do estado de carga da bateria;
    • Sensores volumétricos de presença;
    • Sensor de chuva e luminosidade;
    • Entre outros.
  • Para realizar a identificação de um sinal proveniente de uma rede LIN, devemos ficar atentos a alguns detalhes. Avaliando o sinal com um osciloscópio, pode-se identificar facilmente os pulsos referentes às perguntas, enviadas pelo mestre, e os pulsos referentes às respostas, geralmente enviadas pelo comandado. Abaixo temos um exemplo de sinal padrão de rede LIN;
Sinal padrão da rede LIN.
Sinal padrão da rede LIN.

Sinal padrão da rede LIN.

  • Percebe-se que a “pergunta” feita pelo mestre inicia com um pulso negativo longo, seguido de pulsos com frequência elevada. Já a resposta, geralmente fornecida pelo comandado, corresponde à parte seguinte do sinal, onde pode-se perceber pulsos de menor frequência. Em alguns casos, o próprio mestre responde às suas perguntas.

Diagnóstico do defeito no veículo:

  • Sendo assim, pedimos para o cliente realizar a coleta do sinal do terminal 01 da Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria com o auxílio de um osciloscópio; 
Coleta enviada pelo cliente - rede LIN.
Coleta enviada pelo cliente – rede LIN.

Coleta enviada pelo cliente – rede LIN.

  • Analisando a coleta enviada pelo cliente, percebeu-se que havia algo de errado com a comunicação via rede LIN entre a Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria e o Módulo BSI;
  • Feito isso, solicitamos que o nosso cliente realizasse o teste de desconectar e reconectar o conector da Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria, monitorando o sinal para ver se alguma alteração seria observada;
  • Nenhuma alteração foi notada durante o teste, o sinal continuava com as mesmas características;
  • Com isso, pudemos concluir que o mestre (Módulo BSI) estava fazendo as perguntas, entretanto o comandado (Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria) não respondeu às solicitações. Por esse motivo, o BSI registrava a falha F066;
  • Assim, com essa informação foi simples encontrar a causa do defeito. Durante a troca da bateria, realizada em outro estabelecimento, o conector elétrico da Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria foi danificado, o que resultou na falha de comunicação com o Módulo BSI.

Para entender mais sobre os códigos de falhas, temos um conteúdo exclusivo.

Solução encontrada:

  • Substituição da Unidade de Controle do Estado de Carga da Bateria.