Palio 1.5 MPI | Marcha-lenta acelerada (defeito intermitente)


Aplicação:

Fiat Palio 1.5 MPI | sistema IAW 1 G7

Características:

Quando fica com a marcha-lenta acelerada, se for submetido a acelerações rápidas (se forem dados "toques" no pedal do acelerador) o motor volta a funcionar perfeitamente.

Testes realizados:

  • Foi testado o circuito elétrico do motor de passos - IAC (resistência elétrica das bobinas e sinal enviado pela UCE para o IAC);
  • Com um simulador de sinal foi avaliada a condição mecânica do IAC;
  • Foi trocado o IAC;
  • Foram verificadas entradas falsas de ar (no coletor de admissão, servo-freio etc.);
  • A UCE foi desligada por 24 horas;
  • Foi avaliado o sensor de posição da borboleta e a possibilidade de adulterações no batente da borboleta de aceleração. Com a borboleta fechada o TPS enviava, aproximadamente, 0,650 volts VDC pelo seu fio de sinal. Como o sinal estava correto, foi descartada a hipótese de batente adulterado.

Solução encontrada:

Falha na UCE.

Dica:

Nesse caso, chegou-se , por eliminação, à conclusão de que a falha estava na UCE. Como o veículo que apresentava a falha possuía sistema Fiat CODE, antes da instalação da central nova (UCE), foi tomada a seguinte precaução:
- Foram desconectados os 2 conectores (o de 3 e 8 terminais) da central CODE (figura 1).
Dessa forma evitou-se que a nova UCE fosse codificada com o código da chave do veículo.
Após rodar alguns dias e se constatar que a falha estava mesmo na UCE, foram reconectados os terminais da central CODE e a UCE foi automaticamente codificava.

marcha-lenta acelerada defeito intermitente

Ficou com alguma dúvida?
Veja o conteúdo sobre princípio básico de controle da UCE em outro post aqui do blog.

Quer ter acesso a mais conteúdos sobre o Palio ou outros veículos da Fiat?
Conheça a Enciclopédia Automotiva Doutor-IE Online!