Conheça as aplicações básicas para reparação automotiva e os principais acessórios disponíveis.


 

Tendência em boa parte das oficinas mecânicas pelo Brasil, o Osciloscópio Automotivo é um importante aliado durante o diagnóstico de falhas, tanto para as linhas Ciclo Otto quanto Ciclo Diesel, economizando preciosas horas de trabalho ao reparador.

Exemplo de utilização do transdutor de pressão com osciloscópio.
Exemplo de utilização do transdutor de pressão com osciloscópio.

Diversos reparadores demonstram cada vez mais o interesse pela utilização do osciloscópio automotivo, um equipamento capaz de fornecer importantes informações através de gráficos e que proporciona um diagnóstico avançado, rápido e preciso durante a leitura de falhas em diferentes componentes de um veículo.

Na prática, isso corresponde a uma economia de tempo e de custo operacional dentro da oficina mecânica.

Um dos grandes diferenciais do osciloscópio está na praticidade de visualização de gráficos que variam em tempo real, o que contribui muitas vezes para a visualização do momento exato da falha.

Nesse post você vai ver:

Quais as vantagens do Osciloscópio Automotivo?

Operar um osciloscópio nem sempre é uma tarefa simples para o reparador automotivo. No entanto, ele é o instrumento de medição mais versátil no que diz respeito à aquisição de dados para o diagnóstico de falhas em um veículo.

Através dele é possível analisar o comportamento de sinais elétricos emitidos pelos sensores, bem como os pulsos de controle dos atuadores dos veículos.

O domínio do osciloscópio, aliado ao conhecimento do princípio de funcionamento dos componentes (sensores e atuadores), possibilita uma análise que vai muito além dos testes com multímetro e scanner automotivo.

Quais testes posso realizar com o Osciloscópio Automotivo?

Na Doutor-IE somos apaixonados por compartilhar todo o tipo de conhecimento sobre reparação automotiva,  e sabemos que isso reflete no sucesso de milhares de reparadores por todo o Brasil.

Em nosso canal no Youtube e aqui no Blog publicamos diferentes formas de utilização do osciloscópio automotivo e como realizar os testes da melhor forma possível.

Entre os conteúdos publicados pela Doutor-IE sobre osciloscópio podemos destacar:

Testes de Sensores e Atuadores
Sincronismo de Motores e Análise de Compressão
Sistemas de Ignição
Sonda Lambda
Injetor de Combustível

 

Você quer aprender a usar o Osciloscópio?
Temos um curso específico para isso.

SABER MAIS.

O que é necessário para trabalhar com um Osciloscópio Automotivo?

É importante que você tenha em mente algo fundamental: Um bom equipamento só irá trazer produtividade para a sua oficina se for utilizado frequentemente e da melhor maneira possível.

Para que você realize a correta utilização do osciloscópio automotivo, além do equipamento, é indispensável ter em mãos um confiável banco de oscilogramas para a comparação de gráficos na hora do diagnóstico.

Na plataforma de informações técnicas da Doutor-IE, a Enciclopédia, você tem acesso a milhares de oscilogramas para referência, seja de veículos álcool, gasolina, flex ou diesel (leves e pesados).

Quais são os principais acessórios de osciloscópio para reparação automotiva?

Confira abaixo os principais acessórios disponíveis para aplicação na reparação automotiva e como utilizá-los.

Principais acessórios:

  • Ponta de teste padrão para secundário de ignição.
  • Ponta de teste indutivo para bobinas de ignição integradas (COP).
  • Cabo de vela ferramenta.
  • Garra de corrente de baixa intensidade.
  • Garra de corrente de alta intensidade.
  • Transdutor de pressão.

Ponta de teste padrão para análise de secundário de ignição

Para a análise do sistema de ignição é muito importante que se avalie as condições do secundário e, para isso, um dos acessórios disponíveis é a ponta de teste padrão para medição do secundário.

Equipamento para Osciloscópio - Ponta de teste padrão para secundário ignição.
Equipamento para Osciloscópio – Ponta de teste padrão para secundário ignição.

Com uma garra do tipo “jacaré” é possível prender o sensor diretamente no cabo de vela, geralmente utilizada em carros que possuem sistemas de ignição com centelha perdida (Wasted spark) ou sistema de ignição com distribuidor.

Ao se conectar a ponta de teste padrão no cabo de vela e no osciloscópio, é necessário a escolha correta da sonda no canal específico do equipamento, para que assim, seja transmitida a imagem para a tela do computador.

Através deste acessório é possível, pela interpretação das ondas, analisar: Tensão de Disparo, Carga de Bobina e Centelhamento.

Oscilogramas - bobina de ignição - tensão do secundário.
Oscilogramas – bobina de ignição – tensão do secundário.

Valores de Referência Chevrolet Onix 1.4 8V SPE/4 ECO Flex 98/106cv – Ano 2017 presentes da Enciclopédia Automotiva Online Doutor-IE.

 

Ponta de Teste Indutiva para Bobinas de Ignição Integradas (COP)

Para veículos que possuem bobinas individuais integradas COP (do inglês: Coil on Plug), e que não possuem cabo de vela, a forma mais adequada para captar os valores de tensão através do osciloscópio é por meio da ponta de teste indutiva.

Equipamento para Osciloscópio - Ponta de teste indutiva.
Equipamento para Osciloscópio – Ponta de teste indutiva.

Através da aproximação com a bobina de ignição é possível captar a tensão durante o funcionamento do componente testado.

Da mesma maneira que a ponta de testes padrão, é necessário a escolha correta da sonda no canal do osciloscópio e sua correta configuração. Após a sua aproximação com a bobina, é possível visualizar a variação de tensão no gráfico criado pelo software do osciloscópio.

Cabo de Vela Ferramenta

Ainda sobre as bobinas individuais ou integradas, em alguns modelos devido à localização do enrolamento secundário dentro da bobina, não é possível efetuar a leitura através do campo magnético captado pelo sensor indutivo.

Para esse caso específico utilizamos o Cabo de Vela Ferramenta. Para utilizá-lo é necessário retirar a bobina do alojamento, desacoplar a vela e instalar o cabo de vela ferramenta.

Equipamento para Osciloscópio - Cabo de vela ferramenta.
Equipamento para Osciloscópio – Cabo de vela ferramenta.

Dessa forma, a bobina que antes não possuía cabo de vela agora pode ter sua variação de tensão verificada através de uma ponta de teste padrão, ou até mesmo a ponta de teste indutiva.

Garra de Corrente (current clamp) de Baixa Intensidade

Outro acessório utilizado para diagnóstico avançado é a garra de corrente de baixa intensidade. Com esse acessório é possível, por exemplo, verificar o injetor de combustível e a variação de corrente da bomba elétrica de combustível.

Equipamento para Osciloscópio - Garra corrente de baixa intensidade (current clamp).
Equipamento para Osciloscópio – Garra corrente de baixa intensidade (current clamp).

Para se efetuar esse tipo de análise basta selecionar no osciloscópio a sonda específica do canal ligado ao clamper (garra de corrente), prender com a garra o fio que se deseja efetuar a verificação e executar o diagnóstico na tela do computador.

Garra de Corrente (current clamp) de Alta Intensidade

Existem também variações de Clampers como as garras de corrente de alta intensidade, úteis para verificação, por exemplo, da compressão relativa de motores. Tanto nos motores Ciclo Otto quanto no Ciclo Diesel.

Equipamento para Osciloscópio - Garra corrente de alta intensidade (current clamp).
Equipamento para Osciloscópio – Garra corrente de alta intensidade (current clamp).

Transdutor de Pressão

Outro dispositivo muito interessante e que contribui para o diagnóstico avançado é o Transdutor de Pressão. Através do transdutor ligado ao osciloscópio pode-se efetuar, por exemplo, a leitura da variação de pressão dentro do cilindro do motor.

Equipamento para Osciloscópio - Transdutor de pressão.
Equipamento para Osciloscópio – Transdutor de pressão.

Para se realizar uma análise como esta existem duas maneiras distintas:

  1.  Caso o veículo seja Ciclo Otto: Retirar a vela de ignição e conectar o transdutor diretamente no lugar da vela.
  2.  Caso o veículo seja Ciclo Diesel com vela aquecedora: Retirar a vela aquecedora e conectar o transdutor em seu lugar.

Em ambas as situações, após a correta instalação do transdutor e a escolha da sonda adequada no osciloscópio, podemos captar o sinal da variação de pressão interna do cilindro.

Oscilogramas - pressão no motor em marcha-lenta.
Oscilogramas – pressão no motor em marcha-lenta.

Valores de Referência Chevrolet Onix 1.0 8V SPE/4 ECO Flex 78/80cv – Ano 2017 presentes da Enciclopédia Automotiva Online Doutor-IE.

Feito isso pode-se efetuar a análise da variação de pressão dentro do cilindro, com o motor durante a partida, em marcha lenta, ou até durante uma aceleração rápida.

Em uma análise como esta é possível avaliar a vedação do cilindro, assim como detectar também problemas de obstrução no escapamento como, por exemplo, um catalisador ou filtro de partículas entupido.

Funcionalidades do Transdutor de Pressão:

  • Sincronismo de motor em veículos que não possuem sensor de fase.
  • Sincronismo do virabrequim com a roda fônica.
  • Pressão interna do cilindro.
  • Pressão de escapamento.
  • Variação de pressão do cárter.
  • Variação do vácuo no coletor de admissão.
  • Pressão de combustível.

Sensor de Pulsos de Pressão – Firstlook Sensor

Existem transdutores um pouco mais simples como o Firstlook. São utilizados, por exemplo, para a verificação da variação de pressão no coletor de admissão, cárter e escapamento.

Equipamento para Osciloscópio - Sensor de pulso de pressão Firstlook.
Equipamento para Osciloscópio – Sensor de pulso de pressão Firstlook.

Transdutor Acústico (Nvh)

Em uma categoria mais avançada, existem transdutores mais sofisticados e impressionantes como o NvH (do inglês : Noise Vibration Harshness).

Composto por um conjunto de microfones e acelerômetros, o reparador pode instalá-lo estrategicamente no veículo e conectá-lo ao osciloscópio.

Equipamento para Osciloscópio - Transdutor acústico NVH.
Equipamento para Osciloscópio – Transdutor acústico NVH.

Com o auxílio de um software específico é possível captar diferentes frequências e intensidades de vibrações e ruídos presentes no carro.

Imagem ilustrativa - diagnóstico automotivo.
Imagem ilustrativa – diagnóstico automotivo.

Com isso é possível identificar a origem de ruídos que muitas vezes são relatados pelo condutor no momento do recebimento do veículo na oficina mecânica, como por exemplo, a existência de um ruído vindo de um dos rolamentos das rodas dianteiras.

Biblioteca de Oscilogramas Enciclopédia Doutor-IE

Agora que você sabe quais são os principais acessórios e aplicações do osciloscópio automotivo e suas inúmeras vantagens no dia a dia da oficina mecânica, é indispensável que você tenha acesso a uma completa biblioteca de oscilogramas para a comparação desses sinais.

Milhares de oscilogramas, assim como outros 27 mil manuais técnicos do Ciclo Otto e Diesel você só encontra na Enciclopédia Automotiva Doutor-IE.

 


Quer ter acesso a oscilogramas completos de veículos Ciclo Otto e Diesel?
Conheça a Enciclopédia Automotiva Doutor-IE Online!