Corsa 1.0 MPFI 16V | Moto não abre giro


Aplicações:

Corsa 1.0 MPFI 16V | Multec Delphi

Outros detalhes:

  • O motor pega bem e tem boa marcha lenta;
  • A maioria dos parâmetros encontra-se na faixa operacional mas:
    • O sinal da sonda lambda estava travado em mistura rica (aproximadamente 0,800 volts VDC);
    • A tensão do sensor de pressão-MAP estava alta. Acima do valor máximo admitido.

Análise do problema:

  • Devido aos sintomas, sonda lambda travada em mistura rica e tensão do sensor MAP elevada, suspeitou-se de falha mecânica;
  • Na conferência do sincronismo da correia dentada verificou-se o seguinte:
    • Com a correia dentada perfeitamente sincronizada (figura 1), o sensor de rotação deveria estar posicionado entre o 18º e o 19º dente da roda fônica (figura 2).Porém o sensor estava direcionado para o 16º dente da roda fônica. O ponto de ignição estava atrasado. Isso é que ocasionava a falha.
    • A roda fônica havia deslizado na borracha amortecedora de vibrações. Havia girado em “falso”.

Solução encontrada:

Substituição da roda fônica.

Dica:

Nos motores GM 1.0 16V e 1.6 16V, com as referências para sincronismo da correia alinhadas (figura 1), o 1º e o 4º pistões não se encontram no ponto morto superior - PMS. Portanto esses motores são fasados sem que os pistões 1 e 4 estejam no PMS.

Ficou com alguma dúvida?
Veja o conteúdo sobre Sensor Magnético, Indutivo ou de Relutância Variável em outro post aqui do blog.

Quer ter acesso a mais conteúdos sobre o Corsa ou outros veículos da Chevrolet?
Conheça a Enciclopédia Automotiva Doutor-IE Online!